seguir no FACEBOOK

sábado, 29 de maio de 2010

EU AMO O BUTANTAN



Francisco Luís Franco “Kiko”
Caros amigos que amam o Butantan, hoje posso dizer que conheço o sentido da palavra angústia. É diferente de tristeza. É diferente de ânsia... decepção... É falta aguda e crônica ao mesmo tempo... irreparável! É um sentimento que te derruba, pois você é refém da perda. Você não tem onde se consolar. Não pode lutar. Não haverá vitória. E amanhã será assim também. Aquilo que foi destruído era fruto de trabalho de Vital Brazil e de milhares de herpetólogos que continuaram a sua história. Tenho muito orgulho de fazer parte dessa linhagem, assim como vocês.

Construí minha vida profissional e pessoal no Instituto Butantan. Amo aquela coleção... como o filho ama ao pai, com admiração e respeito. Eu me sinto de luto. Assim como vocês que também amam o Butantan.  Essa tragédia não vai ser esquecida. Estou lutando para resgatar urgentemente tudo que sobrou nas cinzas. Estou lutando para que vocês e seus sucessores não passem aquilo que eu estou passando. Temos que levar essa bandeira aos quatro cantos do mundo para que nossos apelos sejam ouvidos, e que os acervos recebam daqueles que tomam o poder nas mãos, a compreensão de que dinheiro gasto com os nossos acervos é um investimento para as gerações futuras. Não perdemos apenas 120 anos de história passada do Butantan, que é gloriosa por si só. Perdemos 1000 anos de história e glória futura. Nunca mais recuperaremos aquilo que se foi... angústia... Mas agora, as coleções de vocês e as demais ficaram mais fortes e com mais peso para a ciência. É tudo o que temos. Elas também herdaram parte do peso desta tragédia. Usem esse peso extra e a comoção mundial para mover as pesadas engrenagens dos estados e instituições, que estão lubrificadas por nossas lágrimas e muitos mais.


Nenhum comentário:

Postar um comentário