seguir no FACEBOOK

quarta-feira, 28 de agosto de 2013

Petrobras patrocina o Festival Internacional de Londrina





A cidade de Londrina está sendo palco das artes cênicas nas comemorações dos 45 anos do Festival Internacional de Londrina (Filo).
A Petrobras é a patrocinadora master do festival, que teve início no último dia 23/08 e vai até 07/09. Serão 17 dias de atrações com espetáculos de sete Estados brasileiros e de países como Bolívia, Espanha, Portugal, França e Austrália.

Mais de 100 apresentações de teatro adulto e infantil, bonecos, dança, música e circo estão espalhadas pelo centro e bairros de Londrina, em salas de espetáculos, espaços alternativos, praças, ruas e outros locais abertos.
O evento ainda estenderá a programação a cidades vizinhas de Cambé, Apucarana e Jacarezinho.
Entre os participantes da edição 2013 destacam-se o Grupo Lume, o ator Gero Camilo, Cia Pia Fraus, Cia do Latão, Teatro Balagan, Cia Club Noir, Grupo Sobrevento, além dos internacionais: Cia Roger Bernat e La Tristura (Espanha) e o Peripécia Teatro (Portugal).
Por intermédio do Petrobras Cultural, o patrocínio chega a diversas companhias na área de artes cênicas, entre elas grandes nomes como Cia. de Dança Deborah Colker, Cia. Antônio Nóbrega de Dança, Grupo Galpão, Teatro Oficina, Armazém Cia. de Teatro.
Desta forma, a Petrobras coloca em prática uma política de alcance social e de afirmação da identidade brasileira, apoiando projetos culturais em diversos outros segmentos como literatura, cinema, música, patrimônio histórico e cultura digital.


Bienal Internacional de Curitiba realiza mais uma edição


 



 A Bienal Internacional de Curitiba completa 20 anos de atuação priorizando a arte que vai para as ruas, com ações que não se restringem aos museus e galerias de arte, mas que ganham o espaço urbano.
Com patrocínio do Itaú-Unibanco e apoio do Itaú cultural, tem curadoria geral dos críticos de arte Teixeira Coelho (Masp) e Ticio Escobar (Bienal de Valencia), e acontece na Capital paranaense entre os dias 31/08 e 01/12 com obras de artistas dos cinco continentes em mais de 100 espaços da cidade.
“O único critério para a seleção das obras é o da qualidade e pertinência: elas devem impor-se pela qualidade e serem capazes de apontar para algumas das inúmeras questões da arte contemporânea”, dizem os curadores gerais ao explicar por que optaram por deixar de lado a prática de se escolher um tema e um título para as bienais.
Foram selecionados 150 artistas sob curadoria de Coelho e Escobar, Stephanie Dahn Batista (coordenação curatorial), Adriana Almada (adjunta), Tereza de Arruda (associada), Maria Amélia Bulhões, Fernando Ribeiro e Ricardo Corona (convidados).
Pensando na formação de novos profissionais, a Bienal instituiu o Prêmio Jovens Curadores, nesta edição foram selecionados Angelo Luz, Debora Santiago, Kamilla Nunes e Renan Araujo.
Dentre os artistas, figuram os nomes Ai Weiwei (China), Ann-Sofi Sidén (Suécia), Antoni Abad (Espanha), Luis Felipe Noé (Argentina), Katharina Grosse (Alemanha), Martine Viale (Canadá), Peter Kubelka (Áustria), Regina Silveira (Brasil) e William Kentridge (África do Sul).
Nesta edição, a arte urbana e as performances artísticas ganham atenção especial, pois, além de estarem cada vez mais fortes e presentes no cenário internacional, oferecem um contato direto e imediato com a comunidade.
Não fosse o bastante, as obras de rua ainda ajudam a cumprir o papel de deixar heranças mais duradouras, ampliando sua ação para além do período de exposições. Literatura e web arte recebem também grande espaço no evento.
“A Bienal é uma excelente oportunidade para se ter contato com o que há de mais contemporâneo no mundo da arte. Ao observar as obras, acompanhar as performances, visitar um museu, é possível cruzar fronteiras geográficas e expandir o repertório cultural.”, afirma o diretor-geral da Bienal, Luiz Ernesto Meyer Pereira.
A programação completa da Bienal está disponível do site do evento.

sexta-feira, 23 de agosto de 2013

Campanha para atualização de vacinas começa dia 24

O Ministério da Saúde inicia esta semana em todo o país uma grande campanha de atualização das vacinas para crianças menores de cinco anos. A ação começa no dia 24 e dura até o dia 30 de agosto. 

Segundo o Ministério da Saúde, até os quatro anos de idade a criança precisa ter sido submetida a pelo menos 23 doses de vacinas diferentes para garantir imunidade.

“Se a criança recebe as vacinas antes de ter completado o primeiro ano de vida ela fica devidamente protegida contra 14 tipos de doenças. Depois disso, ela toma a 2ª dose da triviral aos 15 meses e as doses de reforço dos 4 a 6 anos e aí segue o quadro vacinal para adolescentes, adultos e idosos”.


video

quinta-feira, 15 de agosto de 2013

Rede Sol leva arte voluntária para entidades filantrópicas

Rede Sol leva arte voluntária para entidades filantrópicas

Programa da Fundação Cultural de Curitiba já beneficiou 230 mil pessoas
No próximo dia 28 de agosto, o Brasil comemora o Dia Nacional do Voluntariado. A data foi instituída pela Lei nº 7.352, de 28 de agosto de 1985, para promover o reconhecimento do trabalho de pessoas que doam tempo e talento de maneira voluntária para o bem da comunidade e por causas de interesse social. Em Curitiba, a Fundação Cultural é responsável pela Rede Sol, um dos programas de maior responsabilidade social do Paraná. Há 16 anos, a Rede Sol recruta artistas voluntários para apresentações em instituições que abrigam, muitas vezes, pessoas em situação de risco ou afastadas do convívio social. 

Ao todo são 56 entidades que recebem as atividades artísticas, entre elas estão lares de idosos, centros de atenção psicossocial, resgate social, orfanatos, hospitais e escolas especiais. Periodicamente, cada instituição conveniada recebe apresentações de música, teatro, dança, shows de mágica e palhaços, atividades literárias e artísticas, entre outras atrações que garantem alegria, descontração e lazer para o público. A Fundação Cultural fica encarregada de agendar as apresentações e fornecer a estrutura necessária.

Segundo a coordenadora da Rede Sol, Marilene Correia, desde 1987, o programa já cadastrou mais de 200 artistas voluntários para as apresentações e beneficiou mais de 230 mil pessoas. Marilene lembra os voluntários passam por uma entrevista antes de estarem aptos para as apresentações. “Temos o cuidado de pensar na linguagem mais adequada para cada instituição”, observa Marilene. 

As entidades interessadas em participar do projeto devem entrar em contato com a equipe da Rede Sol para agendar uma visita lembra Marilene. “Só depois de conhecer melhor a instituição e ter certeza que é de natureza filantrópica aprovamos as atividades”, diz.

       

      

      

      

 

Irmãos Queirolo trazem a alegria do Circo para crianças e adultos

Irmãos Queirolo trazem a alegria do Circo para crianças e adultos nas escolas da Rede Municipal de ensino de Curitiba.

A Fundação Cultural de Curitiba, através de seu programa e Apoio e Incentivo à Cultura, leva para as crianças da rede pública de ensino o espetáculo circense, "Queirolo: Circo e Magia".

O projeto tem como objetivos levar a arte circense para espaços alternativos, como escolas, parques, praças e outros, dando a oportunidade a crianças, jovens e adultos de assistir a um espetáculo de qualidade, incentivando a preservação desta atividade cultural muito antiga e tradicional que é o Circo.

O projeto prevê 40 apresentações pela cidade da Trupe que é compostas 9 profissionais entre artistas, técnicos e direção.