seguir no FACEBOOK

domingo, 28 de fevereiro de 2016

PALHAÇO GAFANHOTO 90 ANOS DE MUITA RISADA







Parabéns ao Tio Quilin nosso querido palhaço Gafanhoto, que hoje comemora 90 anos de vida, com muita alegria e muita palhaçada.
Os relatos de vida de artistas que já foram muito conhecidos no passado costumam vir acompanhados de tristeza e melancolia. 
Henricredo Coelho foge a regra e mantém, aos 90 anos, o sorriso do personagem que o acompanha a mais de setenta – o palhaço Gafanhoto. Criado em Curitiba, Coelho praticamente cresceu no circo. Aos cinco anos de idade freqüentava a casa e os ensaios de uma das mais tradicionais famílias circenses do Brasil, os irmãos Queirolo. “Fizemos muito sucesso em todo o país. Quando o circo chegava, a cidade toda parava para acompanhar nosso trabalho. Em cidades do interior, o dono dos cinemas chegava a pagar para que simplesmente não entrássemos na cidade.” 












sexta-feira, 19 de fevereiro de 2016

Festival de Mágicas MagiCaldas 2016





Realizado na cidade de Caldas Novas, Goiás, de 14 à 17 de Abril, O festival de Mágicas MagiCaldas visa trazer para a região centro-oeste, os melhores mágicos do Brasil! Com certeza, uma oportunidade única para toda a comunidade mágica buscar aperfeiçoamento com conferências e workshops dos mais variados temas. O público em geral poderá usufruir das galas noturnas. O casting foi elaborado buscando qualidade, para que todos se surpreendam com as atrações.


Atrações Confirmadas






Programação

Dia 14 de Abril - Quinta Feira

Dia 15 de Abril - Sexta Feira

Dia 16 de Abril - Sábado

Dia 17 de Abril - Domingo

10h - Inicio credenciamento

14h - Fim Credenciamento

15h - Conferência 01

17h - Pocket show

20h - Open show "Livre"

21:30hs - Master Show - "Las Vegas"

10h - Conferencia 02

11:30h - Conferencia 03

13:30h - Competição Mágica de Palco

17h - Master Mind - Mentoria, Talk show e Tendências

20h - Open show "Livre"

21:30h - Master Show - "Mistérios da Mente"

23h - Confraternização + Surpresas na Piscina

10h - Conferência 04

13:30h - Competição Mágica de Mesa

15:30h - Conferencia 05

17h - Momento livre

21:30h - Master Show - "Tributo aos Mestres"


Premiação e Confraternização


ENCERRAMENTO DO MAGICALDAS 2016

INFORMAÇOES
http://www.magicaldas.com.br/


INCRIÇOES
http://www.magicaldas.com.br/#!inscricao/so7fq







CIRCO MAXIMUS EM CURITIBA



EM CURITIBA MARCOS FROTA APRESENTA CIRCO MAXIMUS!

ESTREIA SEXTA 19/2 ÀS 20h 


DE SEGUNDA A SEXTA ÀS 20h SÁBADOS DOMINGOS E FERIADOS ÀS 16h 18h E 20h!

VOCÊ NÃO PODE PERDER CIRCO MAXIMUS ARMADO NO CARREFOUR CHAMPAGNAT, 
RUA PROF. PEDRO VINATO PARIGOT DE SOUZA-MOSSUNGUÊ EM FRENTE AO PARKSHOPPINGBARIGÜI


sexta-feira, 12 de fevereiro de 2016

O Brasil é mais forte que o mosquito!!!

Enquanto navios negreiros se deslocavam pelo Atlântico transportando, nas piores condições possíveis, milhares de escravos para servir aos “senhores” brasileiros, uma praga pegou carona e em pleno século 21 continua assombrando todo território nacional. Originário do Egito, o Aedes aegypti começou a invadir o Brasil em meados do século 19. Antes, o mosquito já havia chegado a outras localidades das Américas e, posteriormente, alcançou a Ásia a partir da costa oeste africana.
Velho conhecido dos verões brasileiros, este é o primeiro em que o inseto tem a capacidade de transmitir três doenças distintas: dengue, chikungunya e zika. Tempos atrás, porém, a realidade era outra. Por nove anos, o país conseguiu ficar livre do Aedes, que também é transmissor da febre amarela. Segundo o pesquisador Rodrigo Cesar Magalhães, autor de uma tese sobre o assunto defendida no Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde da Fiocruz, o mosquito foi erradicado no Brasil em 1955, fato que foi confirmado pela Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) em 1958.
“Esta conquista foi resultado de campanhas contra a febre amarela desenvolvidas do país desde as primeiras décadas do século 20 e que, a partir dos anos 1920, contaram com a participação da Divisão de Saúde Internacional da Fundação Rockefeller, que em 1918 havia lançado uma campanha mundial de erradicação da doença”, relata Magalhães.
O passo decisivo, no entanto, foi dado em 1947, quando, por sugestão do governo brasileiro, a Opas lançou uma campanha continental para a erradicar oAedes aegypti. “Foi uma articulação inédita das repúblicas americanas para combater conjuntamente um problema sanitário. O Brasil e outras 10 nações do continente foram declarados livres do mosquito”, explica.
O retorno
O fim do Aedes, porém, durou menos de uma década. O inseto reapareceu em Belém, em 1967, reinfestando o território brasileiro rapidamente. Magalhães explica que alguns fatores foram fundamentais para o retorno do mosquito. “A campanha para a erradicação do Aedes aegypti não foi bem-sucedida em todo o continente. Na América Central e Caribe e em algumas regiões da Colômbia e da Venezuela, o mosquito desenvolveu resistência ao DDT, principal inseticida utilizado na erradicação”, afirma o pesquisador. Nos Estados Unidos, o mosquito nunca deixou de existir.
Magalhães relata que dessas regiões, o mosquito reinfestou áreas de onde já havia sido erradicado – como o Brasil – através da circulação de pessoas por vias marítimas e terrestres.
O governo nacional também pecou e cantou vitória antecipadamente. “O governo brasileiro reduziu drasticamente as atividades e o número de funcionários dedicados ao controle do mosquito”, afirma. O resultado pode ser visto quase cinco décadas depois, com o Aedes presente em todos os estados brasileiros.
  •  
  •  
Texto publicado na edição impressa de 13 de fevereiro de 2016

Curitiba Comedy Club apresenta programação especial para o Festival de Teatro

                                                03/04 – “Minhas Verdades” – Nany People
Mais uma edição do Festival de Teatro de Curitiba está chegando! O evento acontecerá em diversos lugares durante o período de 23 de março a 03 de abril. Um dos shows mais procurados durante todo o Festival são as apresentações de humor. Pensando nisso, o Curitiba Comedy Club já liberou a sua programação que terá humoristas como Nany People,Bruna LouiseFernando Caruso, entre outros. Confira:
23/03 – “Canto, Conto e Causo” – Fabiano Cambota
24/03 – “Confissões de um Quarentão” – Marcelo Marrom
25/03 – “Meu Número” – Marcos Castro
26/03 – “Oxe… e foi é?!” – Emerson Ceará
26/03 – Yakko Sideratos e Thiago Souza
27/03 – “Bullying Arte” – Léo Lins
28/03 – “Inédito pra quem nunca viu” – Matheus Ceará
29/03 – “Desbocada” – Bruna Louise
30/03 – “Pergunte ao Caruso” – Fernando Caruso
31/03 – “Vida de Pobre” – Hallorino Jr
01/04 – “Homem é Ogro” – Marco Zenni
02/04 – “Isso tem que dar certo!” – Afonso Padilha
02/04 –  Zé Neves e Serginho Lacerda
03/04 – “Minhas Verdades” – Nany People
Os ingressos começarão a ser vendidos em breve nos pontos oficiais do Festival de Teatro, os valores variam de R$30 a R$60. Curitiba Comedy Club é o primeiro espaço construído especialmente para a comédia no Brasil. Feito nos moldes dos “comedy clubs” americanos. A casa foi inaugurada durante o Festival de Teatro de 2010.

SERVIÇO – FESTIVAL DE TEATRO NO CURITIBA COMEDY CLUB

Data: 23 de março a 03 de abril de 2016
Onde: Curitiba Comedy Club (Rua Mateus Leme, 2467)
Horário: diversos
Quanto: a partir de R$30
Vendas: em breve nos pontos de venda do Festival
Foto: Leo Oliveira / Curitiba Cult

quarta-feira, 10 de fevereiro de 2016

"Harry Potter and the Cursed Child"



Foto: Warner Bros. Pictures / Divulgação


Fãs de Harry Potter já podem comemorar: foi anunciado nesta quarta-feira, noPottermore – site oficial do mundo bruxo criado por J. K. Rowling – que o roteiro de Harry Potter and the Cursed Child (Harry Potter e a Criança Amaldiçoada, em tradução literal), originalmente uma peça de teatro roteirizada por Jack Thorne, vai virar livro físico e digital em duas partes. O lançamento está previsto para o dia 31 de julho, data que marca o aniversário da autora e de Harry, após a estreia da montagem em Londres. Depois da edição especial de ensaio, a publicação vai ser substituída por uma edição definitiva de colecionador. 


Capa não-finalizada de "Harry Potter and the Cursed Child"Foto: Pottermore / Divulgação
vote no blog do piri
http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89874

MANGUEIRA CAMPEÃ DO CARNAVAL 2016





Porta-bandeira chamou a atenção no desfile da Mangueira (Foto: Fabio Tito/G1)


Mangueira leva o 18º título com homenagem a Bethânia
Abre-alas com jatos de água e carcará gigante foram destaques alegóricos.
A Mangueira venceu o carnaval carioca pela 18ª vez com 269,8 pontos. A verde-e-rosa homenageou a cantora Maria Bethânia



A Mangueira desfilou com 4.300 componentes (Foto: Alexandre Durão/G1)
Maria Bethânia é a grande homenageada pela escola de samba (Foto: Alexandre Durão/G1)

vote no blog do piri

http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89874

segunda-feira, 8 de fevereiro de 2016

Mais de 20 mil mortos-vivos participaram do Zombie Walk 2016




Neste domingo (07), aconteceu mais uma edição do Zombie Walk Curitiba. E desta vez, cerca de 20 mil mortos-vivos, "sobreviventes" e caçadores armados se juntaram a figuras da cultura pop (muitas em versão “desmorto”) para mostrar que o “apocalipse zumbi” já faz parte do Carnaval curitibano.

Em sua sétima edição, a marcha teve concentração na Boca Maldita por volta do meio-dia. Mais uma vez a marcha contou com trios elétricos e os organizadores, além da costumeira exposição das fantasias e maquiagens dos participantes, promoveram concurso do grito zumbi mais horrível, concurso de Miss Zombie Curitiba, e até um casamento zumbi.

"É uma alegria muito grande ver o crescimeto do evento, que a cada ano atrai mais gente, se tornando uma genuína manifestação do Caranaval da cidade”, avalia Flávia Nogueira, do Zombie Walk Curitiba, que organiza e realiza o evento. Pelo terceiro ano consecutivo, a Fundação Cultural de Curitiba foi apoiadora da marcha.

A caminhada iniciou pela Rua XV por volta das 1430h e fez sua primeira parada em frente ao Paço Municipal. Depois de cruzar a Praça 19 de Dezembro, o grupo seguiu pela Avenida Cândido de Abreu e se concentrou na Praça Nossa Senhora de Salete, em frente ao Palácio do Governo. A festa teve ainda cinco bandas, entre elas a Rádio Cadáver e S.O.S Chaos.

Famílias, tranquilidade e alternativa

Sandy Camargo dos Santos participou do Zombie Walk pelo segundo ano junto com a família. A filha de 2 anos esteve no ano passado, pequenininha, e agora já se diverte com a mão de borracha "ensanguentada". "A gente vem porque é divertido para passear e ver a fantasia do pessoal. Fazer a própria fantasia, pensar nela e se preparar é uma das partes mais divertidas", afirma o pai. Já Giovana Matos vem de Colombo e participa com a família há várias edições. "É o evento que mais marca a nossa família, a gente gosta de coisa alternativa, mais rock'n roll", diz.

Os amigos Guilherme Ricardo dos Santos e Jean Muksen dizem que a fantasia foi pensada dois dias antes do evento, mas mesmo assim chamaram muito a atenção."É uma alternativa ao Carnaval normal. E geralmente depois vamos ao Curitiba Rock Carnival", afirma Ricardo. Já Jean explica diz que o encontro é divertido justamente por fazer um contraponto do que acontece nas outras cidades. "Sempre é tudo colorido, todo mundo pulando. Aqui não, aqui somos comportado, somos mais zumbis mesmo", brinca.

Adriana Rugenski levou a família toda para se divertir no Zombie Walk. O filho, o marido, o sobrinho e os irmãos se uniram para se vestir e preparar as fantasias. "Não viajamos para o litoral porque não curtimos esse tipo de diversão. Então o meu filho, que é apaixonado por zumbis, começou a participar, e começamos a vir junto. Agora toda a família vem", afirma.

Autor: Assessoria de imprensa da FCC

vote no blog do piri
http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89874

domingo, 7 de fevereiro de 2016

A Mocidade Azul é Tricampeã do Carnaval de Curitiba





destaque Ney Souza 


A Mocidade Azul é Tricampeã do Carnaval de Curitiba com o samba "Sou Bobo Mas Sou Feliz"! A escola levou pra Marechal 464 integrantes que conquistaram a nota 10 de 15 jurados entre os 18 que julgaram o desfile.
O título de vice-campeã ficou com a Acadêmicos da Realeza.
Leões da Mocidade, ficou em terceiro lugar.
Pelo Grupo de Acesso a campeã foi a Escola Imperatriz da Liberdade que retorna ao Grupo Especial em 2017.
Fotos de Alice Rodrigues
fonte: 
Fundação Cultural de Curitiba 






vote no blog do piri
http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89874

Carnaval bailes populares gratuitos, com sessões para o público infantil e adulto.




A Fundação Cultural de Curitiba (FCC) promoverá na segunda (8) e terça-feira (9) de Carnaval bailes populares gratuitos, com sessões para o público infantil e adulto. A animação fica por conta da Banda Lefigaroo, no Portal do Futuro Bairro Novo.

As matinês com baile infantil acontecem sempre entre 15 e 19 horas e terão Camarim de Maquiagem para os participantes, além de concurso de fantasia na terça-feira para crianças até os 6 anos de idade.

Os bailes adultos serão realizados sempre entre 19 e 24 horas.

Bailes Populares de Carnaval
Local: Portal do Futuro Bairro Novo (Rua Marcolina Caetana Chaves, 150 – Sítio Cercado).
Data: 8 e 9 de fevereiro.
Horários: 15h às 19h – Matinês (Baile Infantil); e 19h às 24h – Baile Adulto.
Animação: Banda Lefigaroo.

Desfile das escolas de samba agita a Marechal Deodoro






Em pleno sábado de Carnaval, a avenida Marechal Deodoro foi tomada por 15 mil de foliões e um público animado, que lotou as arquibancadas para assistir ao desfile das escolas de samba de Curitiba. O desfile começou por volta das 18h, com os blocos carnavalescos. Às 21h foi dada a largada para a primeira escola do grupo de acesso. As do grupo especial entraram na passarela por volta das 23h, cantando os seus enredos, sambando e exibindo muito brilho nas fantasias e carros alegóricos.
O batuque das baterias e a alegria dos integrantes das escolas contagiaram quem estava por perto. O prefeito Gustavo Fruet foi um dos que passou pela avenida, foi recebido pelo Cortejo Real e acompanhou a apresentação do bloco Rancho das Flores, formado por idosos atendidos pela Fundação de Ação Social.

Fruet comentou sobre a alegria da plateia e o clima favorável, já que não choveu durante o desfile. “Este ano tivemos uma estrutura melhor de iluminação, som, acesso às arquibancadas, segurança e limpeza. Todos também puderam se programar melhor, tanto os blocos como o Rancho das Flores e as escolas, que chegaram com uma expectativa muito positiva. Além dessa bela noite na Marechal, temos ainda o Rock Carnival e o Zombie Walk, Tudo isso é uma demonstração de que Curitiba tem público para diferentes opções e diferentes gostos”, disse o prefeito.

A variedade de opções para os curitibanos e visitantes durante o Carnaval também foi destacada pelo presidente da Fundação Cultural de Curitiba, Marcos Cordiolli. “Nós criamos o conceito do carnaval multicultural. Temos vários tipos de ações e todas muito bem organizadas”, afirmou. Cordiolli observa também uma evolução no Carnaval de Curitiba. “Aqui na avenida estamos crescendo, avançando muito do ponto de vista da qualidade. As escolas estão melhorando a cada ano e o público tem respondido positivamente a isso. Elas têm trabalhado arduamente com a Fundação Cultural, estamos todos somando forças. Há uma grande evolução porque estamos trazendo mais público, melhorando a qualidade, mas principalmente porque estamos fazendo uma ação republicana no sentido de ouvir todos os agentes envolvidos, com mais democracia, transparência e negociação. Os frutos estamos colhendo hoje aqui”, avaliou.

Enredos - O Bloco Afoxé, que reúne integrantes dos terreiros de umbanda e candomblé de Curitiba, foi o primeiro a entrar em cena, fazendo a “purificação” da avenida. O Unidos de Judá veio na sequência, cantando um samba-enredo de tema religioso. O tradicional Bloco Derrepente, por sua vez, apresentou um tema de viés político – “29 de abril, massacre nunca mais”, uma crítica ao confronto entre professores e forças policiais ocorrido no ano passado, no Centro Cívico. O Rancho das Flores levou para a avenida uma homenagem à dupla Nhô Belarmino e Nhá Gabriela.
A presidente da FAS Márcia Fruet estava entre os foliões. “Foi uma grande satisfação para as meninas. No ano passado não pudemos desfilar por causa da chuva. Estavam todas ansiosas”, revelou. A homenagem à dupla de cantores foi acertada. “Todas que estavam desfilando tinham uma história de lembrança da dupla, das “Mocinhas da Cidade”. Foi uma justa homenagem que a cidade fez a Belarmino e Gabriela, por meio do Rancho das Flores”, destacou.
Entre as escolas, a primeira a se apresentar foi a Escola de Samba Império Real de Colombo. Ele integra o grupo de acesso, assim como a Imperatriz da Liberdade, uma das agremiações carnavalescas mais jovens, fundada em fevereiro de 2013. Neste seu terceiro desfile, a Imperatriz da Liberdade enalteceu a força da natureza, representada pelos seus orixás, cantando “Sou flecha, sou a força do teu arco… Senhor da floresta, rei caçador”.

Grupo especial
 – “Do louro ao bronze, da prata ao ouro, minha nação é o maior tesouro”, foi o tema escolhido pela escola Os Internautas, que abriu o desfile do grupo especial. O samba-enredo foi uma homenagem ao esporte e às Olimpíadas, que acontecem este ano no Brasil. A Embaixadores da Alegria, uma das mais tradicionais de Curitiba, apresentou o tema “Façam suas apostas, o jogo da vida vai começar! A Embaixadores vem para jogar”, uma metáfora entre os jogos de azar e o “jogo da vida”.
Com o enredo “Luz, Câmera, Ação… Leões apresenta: cinema na avenida”, a escola Leões da Mocidade prestou uma homenagem ao cinema. A Acadêmicos da Realeza criou o enredo “Imperium dai a César o que é de César, e a Curitiba damos a Realeza”, para contar, por meio de fantasias e adereços, a história da humanidade desde a Antiguidade até o surgimento da nação brasileira. A última a desfilar, campeã do Carnaval 2015, foi a Mocidade Azul, que levou a história “Sou bobo mas sou feliz”, uma ode à vida leve e feliz de quem ama o samba e o carnaval.
A cada intervalo entre a passagem das escolas, quem tomava conta da avenida era o Cortejo Real, que se fez presente, animando as arquibancadas. “Está sendo muito bom. Tentamos levar alegria para o público e acho que nosso trabalho foi bem feito”, disse o Rei Momo Rubens Marques da Silva. “A caminhada até aqui foi muito legal, uma experiência muito boa. As escolas receberam a gente muito bem. Estamos aqui pra isso: para o pessoal de Curitiba ver que aqui tem carnaval, que é muito bonito e as escolas se empenham para fazer um bom trabalho”, enfatizou a 1ª Princesa, Franciele Loiola.

A apuração dos votos dados pelos jurados que acompanharam todo o desfile será neste domingo (7), a partir das 15h, no Memorial de Curitiba, quando será anunciada a escola campeã do Carnaval 2016.
Autor: Assessoria de Imprensa da FCC
Fonte: Fundação Cultural de Curitiba





vote no blog do piri
http://www.topblog.com.br/candidatos/#projeto/89874

quarta-feira, 3 de fevereiro de 2016

Lygia Fagundes Telles é indicada ao Nobel de Literatura


por: 
Rodrigo Casarin


A União Brasileira de Escritores (UBE) encaminhou hoje à Academia Sueca a indicação de Lygia Fagundes Telles para o Prêmio Nobel de Literatura deste ano. Para Durval de Noronha Goyos, presidente da instituição, “Lygia é a maior escritora brasileira viva e a qualidade de sua produção é inquestionável”. O nome da autora foi escolhido de forma unânime pelos diretores da UBE.
Lygia Fagundes Telles está com 92 anos, vive em São Paulo e já venceu prêmios de grande importância no cenário literário, como o Camões de 2005 e os Jabutis de 1966, 1974 e 2001. Na sua obra, que já foi traduzida para o alemão, espanhol, francês, inglês, italiano, polonês, sueco e tcheco, destacam-se livros como os romances “Ciranda de Pedra” e “As Meninas” e a coletânea de contos “Invenção e Memória”.
Nunca nenhum brasileiro venceu o Nobel de Literatura, ainda que outros autores nacionais já tenham sido indicados à Academia Sueca ou tiveram seus nomes sondados para receber o prêmio, como Ariano Suassuna, Jorge Amado, João Cabral de Melo Neto e Ferreira Gullar. Em sua última edição, em 2015, a honraria foi para a bielorrussa Svetlana Alexijevich.

Exposição retrata artistas atuantes na cidade de Curitiba


                                               Efigênia Rolim. Foto de Edu Camargo

Artistas que inspiram, mexem com o imaginário e incomodam muitas vezes as pessoas, tirando-as do seu lugar comum. Esse é o mote da exposição “Seres de Outro Planeta”, que reúne fotos de nove artistas que fizeram de Curitiba seu palco. O trabalho do fotógrafo Edu Camargo levou três anos para ser concluído e será apresentado pela primeira vez no dia 3 de fevereiro, às 20h, no Museu da Fotografia de Curitiba (Solar do Barão), com entrada gratuita, e segue para visitação até 28 de fevereiro.
Na exposição, que reúne imagens apresentadas no formato fine art, é possível conhecer ainda mais sobre a personalidade de figuras importantes para a cultura local e nacional. Os artistas retratados são Ademir Antunes (Plá), Efigênia Rolim, Hermeto Pascoal, Gerson Guerra, Hélio Leites, Orlando Azevedo, Aline Morena, Itaércio Rocha e Fátima Ortiz.
Com curadoria de Orlando Azevedo e concepção de Laiz Zotovici, a exposição ainda apresenta áudios feitos com cada um dos personagens, como entrevistas, apresentações e performances. “As imagens mostram os artistas dentro do próprio ambiente deles, seja nas artes plásticas, na música ou no teatro. Escolhemos personagens com algo a dizer e mostrar e que, às vezes, algumas pessoas nem conhecem, apesar da grande importância de seus trabalhos", explica o fotógrafo Edu Camargo.
A exposição foi contemplada na Lei Municipal de Incentivo à Cultura da Fundação Cultural de Curitiba, com o incentivo das empresas Bellinati Perez e Condor.
Serviço:
Exposição “Seres de Outro Planeta”, de Edu Camargo.
Local: Museu da Fotografia Cidade de Curitiba – Solar do Barão (R. Carlos Cavalcanti, 533)
Visitação: de 3 a 28 de fevereiro (abertura às 20h), de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 14h às 18h; sábados e domingos, das 12h às 18h.
Entrada gratuita. 
Informações: (41) 3321-3260
Autor: Assessoria de Imprensa
Fonte: Fundação Cultural de Curitiba

Escolas de Samba de Curitiba desfilam no sábado de Carnaval




Depois do sucesso do Pré-Carnaval na Marechal Deodoro, agora chegou a vez da avenida receber os desfiles
de blocos e das escolas de samba de Curitiba. O evento acontece no sábado (6) a partir das 18h. O acesso 
às arquibancadas, que serão montadas entre as ruas Barão do Rio Branco e Marechal Floriano, será gratuito.
“A volta dos desfiles para a Marechal era uma demanda de anos das escolas de samba, e que tem se mostrado
 muito exitosa. Houve aumento de público nos últimos anos, mostrando que a cidade abraça o evento”, afirma 
Marcos Cordiolli, presidente da FCC. Ele lembra também que o Carnaval local fortalece as Regionais do 
município, já que é construído a partir dos bairros da cidade.
Blocos
O primeiro desfile é às 18h, com o bloco Afoxé, que reúne integrantes dos terreiros de umbanda e candomblé 
de Curitiba. A canção deste ano é intitulada “Egbe Aye Afoxé Omo Ijexá”. Há mais de 20 anos o Afoxé é 
responsável por fazer o ritual de “purificação” da avenida, garantindo bons fluidos para a festa.
Em seguida, às 18h30, vem o bloco Unidos de Judá e o Derrepent, às 19h, que homenageia a dupla caipira
 Belarmino e Gabriela. Às 19h30, o tradicional Rancho das Flores, formado por idosos que participam dos grupos 
de convivência da Fundação de Ação Social (FAS), desfila.
Escolas de Samba
Às 20h55 começam os desfiles das escolas do grupo Acesso, com a Império Real de Colombo e a 
escola Imperatriz da Liberdade, às 21h45.
Os desfiles do grupo Especial acontecem a partir das 22h40, com a escola Internautas. Depois vêm os
 Embaixadores da Alegria (23h45) e em seguida, 0h55, a escola Leões da Mocidade.
A vice-campeã de 2014, a Acadêmicos da Realeza, ocupa a Marechal à 1h55. Por fim, a bicampeã do 
carnaval curitibano, a Mocidade Azul fecha o desfile às 03h. A ordem dos desfiles respeita os resultados do Carnaval
 2014.
Resultado
A apuração das notas dos desfiles das Escolas de Samba será já no domingo (dia 7), no Memorial de Curitiba, 
a partir das 15h. A última colocada do Grupo A será rebaixada para o Grupo B em 2017. Já a escola de samba 
campeã do Grupo B terá garantido o acesso ao Grupo A no ano que vem.
Os quesitos avaliados pelos jurados serão bateria, fantasia, mestre-sala e porta-bandeira, comissão de frente,
 alegorias e adereços, samba enredo, harmonia, enredo, conjunto e baianas. As escolas do grupo A devem ter
 no mínimo 230 integrantes e as do grupo B, 160. O regulamento foi aprovado em dezembro pela Comissão de
 Carnaval e pelas escolas de samba.
Infraestrutura
A Marechal Deodoro está sendo preparada para receber o público que irá ao desfile das escolas de samba. 
A infraestrutura envolve arquibancadas, equipamentos de som e iluminação, banheiros químicos e barracas de 
alimentação. Os acessos poderão ser feitos pelas ruas Barão do Rio Branco, Monsenhor Celso e Avenida 
Marechal Floriano.
O acesso do público às arquibancadas será gratuito. Serão 3 mil lugares, sendo 300 reservados a idosos, 
deficientes físicos e gestantes. As arquibancadas serão montadas no lado esquerdo da pista (considerando o 
sentido dos carros). Serão instalados 100 banheiros químicos, ao longo do trecho do desfile (entre a Rua Barão
 do Rio Branco e Avenida Marechal Floriano) e também nas áreas de concentração e dispersão das escolas.
Barracas para venda de alimentos e bebidas (água, refrigerantes e cervejas) atenderão na Rua Monsenhor Celso 
(entre a XV de Novembro e a José Loureiro). Também foram definidos pontos de vendedores ambulantes. 
Técnicos da vigilância sanitária e da Secretaria Municipal de Urbanismo atuarão na fiscalização.
Ambulâncias estarão posicionadas em pontos estratégicos para atendimento médico de emergência. 
O policiamento será realizado com efetivos da Polícia Militar e da Guarda Municipal. O Corpo de Bombeiros 
também estará presente.
Trânsito
Em razão do desfile, haverá bloqueio total da pista da Marechal Deodoro a partir das 14h, no trecho entre
 as ruas Tibagi e Westphalen. Agentes da Setran estarão no local para orientar o trânsito. Os ônibus que 
atendem a região funcionarão normalmente no fim de semana, com pequenos ajustes de rota, caso necessário. 
As linhas que transitam pela Marechal Deodoro serão desviadas para rotas próximas.
Realização
O Carnaval de Curitiba 2016 é uma realização da Fundação Cultural de Curitiba (FCC) e do Instituto Curitiba de 
Arte e Cultura (ICAC). O Pré-Carnaval, o Curitiba Rock Carnival e o Zombie Walk têm patrocínio da Skol e promoção 
da RPC TV.
A programação do Carnaval 2016 está sujeita a alterações. Acompanhe o site da FCC 
(fundacaoculturaldecuritiba.com.br) para saber mais detalhes e outras atualizações.