seguir no FACEBOOK

terça-feira, 16 de julho de 2013

As Polacas




JOÃO DAS NEVES

OFICINA: “A ANÁLISE DO TEXTO TEATRAL”





Um dos maiores problemas com que se costumam defrontar os jovens diretores e grupos teatrais, especialmente do interior, é a ausência de uma literatura técnica que lhes permita abordar com eficiência um texto teatral. O resultado de inúmeras encenações fica, assim, comprometido desde o seu nascedouro. Em abordagens equivocadas os erros vão se acumulando, daí resultando espetáculos de baixo nível artístico que acabam por frustrar esforços e vocações.

“A ANÁLISE DO TEXTO TEATRAL” é, talvez, o único trabalho em língua portuguesa (adotado por vários cursos de teatro) que aborda com simplicidade e objetividade os diversos problemas inerentes à passagem do texto teatral escrito à sua encenação.

O presente projeto vem atender à crescente demanda de jovens diretores e grupos teatrais, carentes de uma ferramenta eficaz e de fácil utilização em seu dia a dia do fazer do teatral O nível de excelência atingido pelos principais grupos teatrais brasileiros, que os tem projetado nacional e  internacionalmente, é hoje uma justa aspiração de grupos em formação .ou com pouca experiência. Quer sediados em locais com pouco ou nenhum acesso a informações indispensáveis, quer na periferia dos grandes centros.Todos que desejarem se aprimorar artisticamente, têm  nessa oficina  um instrumento indispensável para atingir seu objetivo.

Já realizada em várias cidades e em festivais de importantes centros de difusão teatral do Brasil e do exterior (Oficina Três Rios/SP; FIT/BH; UNICAMP; Porto Alegre EM CENA/RS; 9º EITALC – Missiones/Argentina; 10º EITALC – Cidade do México; entre outros), a oficina “A ANÁLISE DO TEXTO TEATRAL”, de caráter eminentemente prático, tem se revelado um sólido ponto de partida para quem quer se dedicar à atividade teatral, ampliando os horizontes dos grupos, diretores e demais participantes.

Complementado com sessões específicas para os dedicados à direção, mas aberto a todos os inscritos que queiram participar, o autor aborda os diversos aspectos da encenação teatral, seus problemas e possíveis soluções. O curso promove, ainda,  momentos de reflexão indispensáveis à construção de uma consciência crítica aos participantes da oficina .


Necessidades Materiais:
Livro “A Análise do Texto Teatral” – a ser disponibilizado pelo diretor para o referido curso
Peças estudadas: Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues; Os Fuzis da Senhora Carrar, de Bertolt Brecht; e O Último Carro, do próprio autor.

Capacidade de público: 20 pessoas
Público-Alvo: atores, iniciantes ou não, acima dos 18 anos, e diretores teatrais.
Conteúdos Programáticos: Exercícios de análise dos textos selecionados nos livro supra-citados.

Carga-horária:
4h/dia, durante 4 dias. Total de 16 horas/aula.

Local: Sala ampla e ventilada, água, mesas e cadeiras

Forma de Seleção: envio de currículo e/ou carta de intenção
Cerificação ao final da oficina (mínimo de 75% das horas/aulas freqüentadas)



Apresentação

A Análise do Texto Teatral, de João das Neves teve sua primeira edição (INACEN, 1987) rapidamente esgotada. Escrito em linguagem clara e objetiva, acessível tanto aos que já se dedicam à prática teatral, quanto aos que nela se iniciam, tornou-se, assim, leitura imprescindível.

Utilizando-se de três textos da moderna dramaturgia - Vestido de Noiva, de Nelson Rodrigues; Os Fuzis da Senhora Carrar, de Bertolt Brecht; e O Último Carro, do próprio autor - ele os disseca, através do seu método de interpretação, da maneira mais completa, desvendando para o leitor toda a intrincada sistemática da criação. E mais: convida o leitor a participar do processo criativo, transformando a sua leitura num instigante exercício coletivo, onde a contribuição de todos e de cada um se faz necessária. Mergulhar nessa leitura, onde, ao lado de soluções simples e lógicas para algumas das questões fundamentais na abordagem de um texto teatral, se resgata o prazer lúdico do pensar-fazendo é uma experiência das mais fascinantes e enriquecedoras. A Editora Europa se orgulha de poder proporcionar ao seu público leitor esta oportunidade.

Os editores



segunda-feira, 15 de julho de 2013

GAMES CLASSIC SHOW


  • Classificação:

    Livre
  • Sinopse:



Informações:

Venda de ingressos e informações - Diskingressos 3315-0808 - www.diskingressos,com.br 

Sessões:

  • 28/07/2013 - 16h

Sandy apresenta nova turnê no Teatro Guaíra


   “Sim”, este é o título da nova turnê e do segundo álbum solo de Sandy onde a cantora reafirma sua fase positiva, otimista e segura já apresentada no final do ano passado com o lançamento digital do EP ‘Princípios, Meios e Fins’. A compositora e intérprete voltou aos palcos e já passou com muito sucesso, por várias cidades brasileiras além da data confirmada para o show em Curitiba (PR) no próximo dia 21 de julho, no Teatro Guaíra às 20h. Em paralelo à turnê, Sandy comemora o lançamento do CD “Sim”, que já está nas lojas.

Tendo como ponto forte a qualidade musical do espetáculo, a concepção visual do show também é muito bem cuidada. Saem as projeções, muito presentes no último show, e entram em cena tecidos fluidos, leves, transparentes e sobrepostos, acompanhados de móbiles num cenário que ganha força por meio de um cuidadoso e belíssimo projeto luminotécnico. Em um ambiente que remete à primavera em tons de verde, azul, lilás, lavanda, roxo, cinza, prata, Sandy convida seu público a uma divertida viagem musical. “Sim” tem produção executiva da XYZ Live, empresa responsável pela gestão da carreira da artista.


Ficha técnica
Direção geral - Romi Atarashi 
Direção de arte e cenografia - Isabelle Bittencourt.
Direção musical - Lucas Lima 
Banda - Alex Heinrich no baixo, Delino Costa na bateria, Eloá Gonçalves nos teclados e Edu Tedeschi e Maurício Caruso nas guitarras e violões. 

Serviço: 

Sandy “SIM”
Dia 21 de julho às 20 horas 
Auditório Bento Munhoz da Rocha Netto - Guairão
Ingressos: Plateia: R$ 180,00 . 1º Balcão: R$ 150,00 2º Balcão: 120,00. Desconto de 50% para o Cartão Teatro Guaíra e para o Clube do Assinante da Gazeta do Povo, não cumulativo com outros benefícios previstos em lei.

sábado, 13 de julho de 2013

POETAR É PRECISO L.U.A.L. POÉTICO

 


Nos dias 19, 20 e 21 de julho de 2013, no CENTRO CULTURAL UFPR Litoral ocorrerá esse evento que foi abraçado por esse vital polo cultural caiçara paranaense.
Oficinas gratuitas serão oferecidas ao público, bem como shows, performances rodas e cirandas de poesia na travessia da baía de Guaratuba.
Eventos diversos ocorrerão nesses três dias, nas cidades de Matinhos e Guaratuba, onde será realizado o 1º LUAL POÉTICO nas areias do Principado Unido de Prainha, Cabaraquara, Barra do Saí, Ribeirão do Pinhal, Nova Prata & Algarve (este anexado apenas para dar pompa ao nome do Novo Estado… de Espírito). O final de semana promete, então, se você gosta de
poesia nas suas mais variadas manifestações não perca tempo e venha para Matinhos e Guaratuba curtir esse momento lúdico.
Presenças confirmadas: Adriane Werner (Curitiba-PR), Anand Rao (Brasília-DF), João Bello (Itapoá-SC), Susi Monte Serrat (Curitiba-PR), Gilmar Chiapetti (Curitiba-PR),  Walmor
Góes – Helena Góes e Lorenzo Góes (Curitiba-PR), Marcos Assumpção (Niterói-RJ),
Airton Polak, Jr (Curitiba-PR), Marilda Confortin (Chapecó-SC), Alian Moroz (Curitiba-PR), Eliane Moroz (Arapongas-PR), Geraldo Magela (Guaraciama-MG), Cláudio Ribeiro (Curitiba-PR), Daniel Faria (Curitiba-PR), Rodrigo Cezário (Ribeirão do Pinhal-PR),  Cristiano
Farias (Curitiba-PR), Anaterra Engelhardt (Curitiba-PR), Luiz Retamozzo (Curitiba-PR), Dyane Silva (Curitiba-PR),  Yvone Silva (Brasília-DF), João Roberto Alcará, (Presidente Alves-SP),
Salvador Barbeta (Curitiba-PR), Jerônimo Bello (Curitiba-PR), Félix Coronel (Guaratuba-PR), Danilo Reitor (Matinhos-PR), Marianna Amaral (Guaratuba-PR), Renata Orrico (Matinhos-PR), Mestre Bacico (Matinhos-PR), Dedé Soares (Matinhos-PR), Ale Rodrigues (Matinhos-PR), Thiago Indispliscentes (Pontal do Paraná-PR), Mauro Barbosa (Curitiba-PR), Luiz Berthier (Curitiba-PR), Luiz Arthur (Guaratuba-PR), Júlio Dias (Guaratuba-PR).
Uma especial atenção aos Hotéis Kaakupê e Santa Paula que com amplo apoio hospeda os artistas que se propuseram a doar sua arte nesse fim de semana!
ADETUR Litoral também tem papel importante na realização deste evento, assim como o JORNAL POESSIA, A Poesia na Travessia da Baía de Guaratuba e seus apoiadores.
Um especial agradecimento à população de Guaratuba e Matinhos que está abraçando com ternura este projeto e aguardando ansiosamente pelos sublimes momentos de poesia!

(Artigo de Alfredo Farro) Em tempos de redes sociais com as velocidades de informação e pueris relacionamentos humanos, surge de um bate papo eletrônico entre o arte educador, cantador e contador João Bello e o cantautor performático Chico Valiente Farro a idéia de um sarauzinho, um pinhãozinho no fogão de lenha para uma descontraída violada e poetação.
Entre uma digitada aqui, uma curtida ali, uma cutucada acolá, a idéia foi tomando corpo e outros maravilhosos artistas foram se juntando e acrescentando sugestões que já não cabiam mais no quintal de Chico Farro.
Poetas de todas as artes propuseram-se a doar um pedaço de seu temo e de sua arte para quem estiver disposto a sorver da beleza que a poesia proporciona a cada amanhecer. Sendo assim, aquele sarauzinho que depois virou um luau, acabou tornando-se o POETAR É PRECISO, um encontro nacional de poetas de todas as manifestações artísticas.



Alfredo Farro
Músico e cantor
RADIO PRAINHA
www.radioprainha.amaisouvida.com.br

sexta-feira, 12 de julho de 2013

Hardy Guedes na 2ª edição do São Paulo EXPOSAMBA


O compositor fluminense, radicado em Curitiba, Hardy Guedes, autor de Viver Valerá a Pena e de Dobradura (único Prêmio Sharp do Paraná) acaba de ser contemplado com o 2º lugar, pela votação através da Internet, na 2ª edição do São Paulo EXPOSAMBA, a maior mostra de sambas do Brasil, com o seu samba-choro UM VERSO E UM CHORINHO.
Foram quase 1.000 músicas inscritas que participaram de 60 eliminatórias em escolas da periferia de São Paulo e cidades próximas.
Em cada uma dessas eliminatórias, foram selecionadas 2 músicas, totalizando 120 sambas que participaram de 05 seletivas no SESC Pompéia, em São Paulo, com direito a acompanhamento de uma fantástica banda regida pelo Maestro Ivan Paulo, que também se encarregou dos arranjos. O maestro Ivan Paulo, filho do saudoso maestro Carioca, é considerado um dos melhores arranjadores de samba do Brasil.
Desses 120 sambas, 50 foram selecionados para as semifinais, que ocorreram nos dias 06-06 e 13-06, dos quais 12 foram selecionados pelo júri oficial e 10 por votação pela Internet.
Os 22 finalistas foram julgados em 15-06, sendo 05 premiados por escolha dos jurados e 05 pela votação do público pela Internet, ficando UM VERSO E UM CHORINHO em 2º lugar pelo chamado Júri Popular.
Para se deslocar para São Paulo nas diversas etapas, sem qualquer ajuda oficial do Governo do Estado ou da Prefeitura de Curitiba, Hardy Guedes, com seus 66 anos de idade, encarou as demoradas e cansativas viagens de ônibus.
Mas a sua garra prevaleceu e saiu-se vitorioso, colocando o Paraná no Mapa do Samba do Brasil.
A falta de apoio do Governo do Estado e da Prefeitura obrigaram-no a se valer da intérprete paulista, Cris Araújo, com a qual dividirá o prêmio, para defender sua composição.
Nada contra a participação da intérprete paulista, pelo contráio Mas o ideal, segundo ele, era ter levado uma intérprete local, mais familiarizada com a música, até mesmo para oferecer uma oportunidade de uma das nossas intérpretes mostrar, também, o seu talento em transmissão via Internet, para o Brasil e para o Mundo inteiro, além de poder participar da gravação de um DVD e da caravana da EXPOSAMBA que irá percorrer diversos municípios paulistas.
Quem quiser conferir a apresentação da Cris Araújo interpretando Um Verso e um Chorinho na Final do Exposamba, segue o link:


Marido, Matriz e Filial


Cantor Bido Porfírio faz show em Curitiba


O cantor, compositor e guitarrista Bido Porfirio apresenta no Teatro Guaíra, auditório Salvador de ferrante ( Guairinha ), seu novo trabalho: Bido – Alguém Olhando o Mar. Algumas músicas desse novo CD como Algo assim, Faça chuva ou faça sol, Luz da lua, Vai dar certo sim , Amanhã e Extraordinariamente, já podem ser ouvidas em algumas rádios de Curitiba e região, interior de S.Paulo e S. Catarina, e estão disponíveis em vídeo na Internet. As outras músicas do Cd são: Alguém olhando o mar, Longas caminhadas, Um dia e tanto, Quase bossa nova, Vento  viajante, Amanhã e Presença.
A diversidade de estilos, que faz parte do universo musical do compositor, está presente em suas
músicas, sempre abordando temas que reflitam positivamente na vida das pessoas.  Bido viaja da mpb ao pop, do rock ao soul, do reggae ás baladas  românticas.
O lançamento do  CD foi em setembro do ano passado com uma apresentação no Canal da Música, em  Curitiba,
Agora vem a oportunidade de apresentar o trabalho para um público maior. Acompanhado de uma  banda formada por cinco músicos, Bido vai cantar as novas composições e também
as músicas mais conhecidas de discos anteriores. Neste show ele conta com a
presença de convidados: Wilson Quintiliano, Luiz Carlos Montibeler, Orly Bach e
a banda curitibana Som na Chapa.
Durante quase duas horas “o show vai levar à platéia um clima de emoção, alegria e alto
astral”, prometem os músicos.
BIDO
Natural de  Curitiba, Bido Porfírio aprendeu a tocar violão com o pai, e a partir dos 14
anos começou a compor e participar de festivais, entre eles: Todos os cantos;  Fercapo, onde foi premiado com sua composição “ Trem de ferro”, parceria com o  baterista Gerson Martins; o Festival do Gecel e do Sesc, que premiou a música Um  sentimento a mais ; o Festival do Serpro, primeiro lugar com “A canção do tempo distante “; o Festival da Copel, primeiro e segundo lugares com Sonho real e Bom  dia Brasil .
Em seguida foi  convidado pelo Sesc Curitiba para o que foi o seu primeiro show autoral, dentro
do projeto “Show de compositores Paranaenses”.
Ainda nos anos 80  formou com quatro amigos a Banda Jeito Natural que gravou dois LPs e fez sucesso  no cenário nacional. A música mais conhecida da banda é Nosso Filme, também composição de Bido com outro integrante da banda, Wilson Quintiliano. Esta
música ficou entre as mais tocadas na programação de rádios de todo o país
durante semanas. Ela rendeu ainda apresentações do Jeito Natural em vários
programas de TV, como Serginho Groismman, Perdidos na Noite de Fausto Silva ,
Xou da Xuxa, Angélica ,Raul Gil, Clube Bolinha, TV Mulher, Mara Maravilha e,
Bozo entre outros.
A partir da metade dos anos 90 , formou a banda Novos Herdeiros, tendo na regravação da
música Vou morar no ar, da banda Casa das Maquinas, novo sucesso nas rádios do
sul do país.
Além de ter suas  composições gravadas por outros artistas, Bido Porfírio atua também como
arranjador, produtor e na criação de trilhas sonoras e jingles.
A partir de 2002,  iniciou carreira solo com o cd “Toda canção “, também só de músicas
próprias.
Em 2003 fez no  teatro Sesc da Esquina, em Curitiba, o show “Bido e convidados”, gravado ao vivo  e lançado em CD e DVD.
De 2007 a 2008,  produziu e apresentou o programa de televisão, Musicalmente, pela  TVA.
Em 2009, fez a produção musical do programa “ Aqui tem na TV “, no canal CWB TV, transmitido pela TVA e pela NET.
Em 2012, o Show de lançamento do CD autoral ‘ Bido, Alguém olhando o mar “, no auditório do
Canal da música, RTVE_E-Paraná.
O show Uma Noite  e Tanto é uma mostra da boa música que se faz em Curitiba.
Serviço
Show: Uma Noite e  Tanto com Bido Porfírio e Banda
Local: Teatro Guaira – Auditório Salvador de Ferrante (Rua XV de Novembro 971 – fone:
3047961
Dia 08/agosto 2013
Horário:
21:00

Ingressos na
bilheteria do teatro: R$ 15.00 e R$ 30.00

Classificação:  livre

Contatos: 41-  3364 8054 / 9953 7046 / bidoporfirio@hotmail.com.br

Informações do  artista: www.bidoporfirio.com.br