seguir no FACEBOOK

terça-feira, 29 de julho de 2014

TEATRO NOS PARQUES CHEGA NA CIDADE DE CURITIBA

TEATRO NOS PARQUES PERCORRE CURITIBA DE 16  A 31 DE AGOSTO

Projeto, patrocinado pelo Ministério da Cultura e Grupo CCR, é o maior circuito de teatro de rua do país e chega a Curitiba para 16 apresentações gratuitas ao ar livre, de 16 a 31 de agosto.

Patrocinado pelo Grupo CCR, realizado via Lei de Incentivo do Ministério da Cultura, o projeto Teatro nos Parques chega a Curitiba  de 16 a 31 de agosto.  Serão dezesseis apresentações em parques de fácil acesso à população, que poderá assistir a seis espetáculos do Paraná, Santa Catarina e São Paulo. Depois de Curitiba, o projeto volta para São Paulo (onde iniciou a edição nacional, em março deste ano) e finaliza em Salvador. No total, serão 96 apresentações de 38 espetáculos, durante 08 meses.
A abertura, sábado (16) no Parque Barigui, fica por conta do grupo Clã - Estúdio das Artes Cômicas (SP), com o espetáculo Água e do grupo Arte da Comédia (PR), com Aconteceu no Brasil, enquanto o ônibus não vem. Domingo (17) acontece no Parque São Lourenço os espetáculos: A Fantástica Trupe em... A Princesa Engasgada com A Peste Cia. Urbana de Teatro (SP) e  Aconteceu no Brasil, enquanto o ônibus não vem com o grupo Arte da Comédia (PR).
O projeto segue com apresentações das companhias: Cirquinho do Revirado (SC) com Amor por Anexins e Núcleo Ás de Paus (PR) com A Pereira da Tia Miséria no Parque Atuba, dia 23 de agosto.  O Parque Bacacheri recebe no dia 24 de agosto os espetáculos: Cadê meu Nariz? com o grupo O que de Que (SP) e A Pereira da Tia Miséria com o Núcleo Ás de Paus (PR).
Para encerrar a programação, no sábado (30/8), o grupo  Serial Cômicos (PR) apresenta A Farsa do Boi ou o Desejo de Catirina no Passeio Público e no domingo (31/08), acontece no Parque Barigui o espetáculo Conto de Todas as Cores com o grupo Teatro Girandolá (SP). 

Teatro Nos Parques Nacional

Este ano o Teatro nos Parques se torna o maior circuito de Teatro de Rua do país. O projeto, que já tem sua edição no estado de São Paulo, agora passa a ter também uma edição nacional em seis capitais brasileiras: Brasília, Curitiba, Belo Horizonte, Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo, somando 98 apresentações de 38 grupos teatrais

O Teatro nos Parques começou em 2009 como um projeto de formação de público e como iniciativa de promoção e descentralização do teatro. Assim como no ditado das montanhas que vão até Maomé, o objetivo do idealizador e organizador Edson Caeiro era quebrar a barreira territorial entre o teatro e o público. Neste contexto, a utilização do parque como palco de espetáculos serviria, também, como uma forma a mais de ocupação do espaço público – atraindo, inclusive, moradores de seu entorno que por alguma razão não ia ao parque perto de onde vive. Deu certo! Segundo estimativas da organização, a primeira edição conseguiu reunir cerca de 30 mil pessoas. De lá pra cá o Teatro nos Parques se firmou e hoje está inserido na programação cultural de São Paulo de modo perene.

A aceitação do público paulista atesta a qualidade do circuito. O florista Djalma de Jesus ressalta a praticidade do projeto “A gente não tem tempo de ir ao teatro, então quando acha uma oportunidade nós vamos e assim é muito bom". Edson Caeiro relembra “Na edição de 2011, após um espetáculo um senhor veio e me disse “muito bom ter (espetáculos) aqui no parque porque a gente não pode ir ao teatro e pagar os ingressos. Tendo aqui no parque a gente assiste e aprende coisas”.

A ideia de se fazer uma edição nacional surgiu em 2011 mas a captação de recursos, via Lei Rouanet, só foi possível em 2013 com patrocínio do Ministério da Cultura e do Grupo CCR.

O objetivo agora é levar o Teatro nos Parques para o país todo sem, no entanto, impor o modelo que deu certo em São Paulo. “Em cada estado, a programação será composta prioritariamente por grupos locais, numa política de investimento e valorização do teatro de rua das diversas regiões do país”, afirma Roberto Rosa, curador do circuito ao lado de Caeiro.

Além disso, o projeto tem a intenção de fazer com que o ato de ir ao parque tenha seu significado ampliado para seus frequentadores. Com a inserção do teatro, o parque se torna também uma opção cultural – para além das práticas esportivas e de lazer. “Essa é a essência do projeto: bem utilizar o espaço urbano”, afirma Rosa.

Para que isso aconteça a aposta dos organizadores do circuito é ocupar estes espaços com uma programação cultural de qualidade. “Não é evento, é uma programação teatral. Temos a intenção de facilitar a aproximação da classe artística e a população para garantir a continuidade do projeto”, completa Caeiro.

O projeto é realizado pela Cooperativa Paulista de Teatro, que este ano completa 35 anos, e conta hoje com cerca de 750 núcleos e 3.800 associados. A Cooperativa responde pela maior parte da produção artística teatral do Estado paulista, é composta por companhias das mais diversas linguagens e tem grande reconhecimento por sua excelência cultural.

O Grupo CCR patrocina esta primeira edição nacional do Teatro nos Parques apostando na motivação das pessoas em ocupar os parques, estimulando-as a pertencer a esses espaços públicos. A CCR é uma das maiores companhias de concessão de infraestrutura da América Latina, com operações nos segmentos de rodovias, mobilidade urbana, empresas de serviços e aeroportos. Desde 2004, conta com uma política de investimento social, com o objetivo de fomentar o desenvolvimento, disseminar a cultura nacional e promover iniciativas sociais, esportivas e ambientais nas regiões em que atua. Os recursos investidos pela CCR já possibilitaram o acesso à cultura e à educação de mais de 1,5 milhão de pessoas, apoiando mais de 120 projetos em mais de 100 cidades do País.

Sobre a CCR RodoNorte: A CCR RodoNorte é responsável, desde 1997, por quatro segmentos de rodovias principais e trechos de acesso, com 567,78 quilômetros de extensão: BR-277 e BR-376 (ligação entre Curitiba e Ponta Grossa), BR-373 e BR-376 (Ponta Grossa a Apucarana) e PR-151 (ligação Ponta Grossa, Jaguariaíva e Sengés), através de 19 municípios, ligando as principais cidades do Interior do Paraná à capital. Está sediada no município de Ponta Grossa/PR e conta atualmente com 19 projetos sociais, esportivos e ambientais ativos, atendendo mais de 100 mil pessoas somente em 2013. Foi a quarta concessionária a integrar o Grupo CCR.


PROGRAMAÇÃO TEATRO NOS PARQUES - Edição Nacional
Curitiba: 16 a 31 de Agosto de 2014
www.teatronosparques.com.br



16/08 – sábado – 11h e 16h

Parque Barigui  (Av. Cândido Hartmann, s/ n°– área do antigo Parque Alvorada - 3350-9630)

Espetáculo: Água
Clã – Estúdio das Artes Cômicas (SP)

Uma trupe formada por palhaços acaba “entrando pelo cano” ao desperdiçar o tão valioso líquido incolor, inodoro e insípido. A partir daí, passam pelas mais incríveis aventuras marinhas e ribeirinhas. Um banho de diversão por meio de uma linguagem que mistura pantomima, circo e teatro. O espetáculo faz uma homenagem aos circos “panos de roda”, os famosos “tomara que não chova”.

Gênero: Comédia Infanto-juvenil
Duração: 55 min.


16/08 – sábado – 14h

Parque Barigui  (Av. Cândido Hartmann, s/ n°– área do antigo Parque Alvorada - 3350-9630)

Espetáculo: Aconteceu no Brasil Enquanto o Ônibus não Vem
Grupo Arte da Comédia (PR)

Num lugar perdido do país moram Dona Josefina e suas duas filhas, Amarinda e Miranda. Um dia, chegam a este lugar o Coronel Vicente Capador e seu criado Saci. Eles viajam em direção ao porto de Santos, onde Capador pretende vender uma preciosidade que capturou na Floresta Amazônica: o último índio do Brasil.  Também chegam a este lugar Biro Biro e Rosendo, obrigados a esperar o próximo ônibus. Capador encontra em Amarinda uma aliada. Saci, Rosendo e Biro-Biro se unem para tentar impedir os propósitos dos vilões.


Gênero: Comédia Dell’Arte  Brasileira
Duração: 55 min.



17/08 – domingo – 11h e 16h

Parque São Lourenço (Rua Mateus Leme, 4700 – próximo ao Centro de Criatividade - 3350-9630)

Espetáculo: A Fantástica Trupe em... A Princesa Engasgada
A Peste Cia. Urbana de Teatro (SP)

Conta a história de uma trupe de comediantes – clowns nos dias de hoje - que na busca pelo sustento chegam numa cidade e na praça pública apresentam a única peça que tem A Princesa Engasgada. O texto é a história de um camponês que confundido com um médico, é obrigado a curar a filha do rei, uma princesa que estava engasgada com uma espinha de peixe. Baseado no texto O médico à Força de Moliére.


Gênero: Infantil
Duração: 45 min



17/08 – domingo – 14h

Parque São Lourenço (Rua Mateus Leme, 4700 – próximo ao Centro de Criatividade - 3350-9630)

Espetáculo: Aconteceu no Brasil Enquanto o Ônibus não Vem
Grupo Arte da Comédia (PR)

Num lugar perdido do país moram Dona Josefina e suas duas filhas, Amarinda e Miranda. Um dia, chegam a este lugar o Coronel Vicente Capador e seu criado Saci. Eles viajam em direção ao porto de Santos, onde Capador pretende vender uma preciosidade que capturou na Floresta Amazônica: o último índio do Brasil.  Também chegam a este lugar Biro Biro e Rosendo, obrigados a esperar o próximo ônibus. Capador encontra em Amarinda uma aliada. Saci, Rosendo e Biro-Biro se unem para tentar impedir os propósitos dos vilões.


Gênero: Comédia Dell’Arte  Brasileira
Duração: 55 min.



23/08 – sábado – 11h e 16h

Parque Atuba (Rua Pintor Ricardo Krieger, s/ nº – próximo a Bica d’água – 3350-9630)

Espetáculo: Amor por Anexins
Grupo de Teatro Cirquinho do Revirado (SC)

O espetáculo relata a história do solteirão Isaías, que tenta conquistar a viúva costureira Inês através de anexins (ditados populares e provérbios). Desiludida com o ex-noivo, que rompe o compromisso depois de encontrar outra mulher em melhor situação financeira, Inês resolve dar uma chance ao velho solteirão também por interesse financeiro. Para que Isaías conquiste a mão da viúva, ele será desafiado a não falar anexins durante meia hora.


Gênero: Comédia
Duração: 55 min.



23/08 – sábado – 14h

Parque Atuba (Rua Pintor Ricardo Krieger, s/ nº – próximo a Bica d’água – 3350-9630)

Espetáculo: A Pereira da Tia Miséria
Núcleo Ás de Paus (PR)

A Fome personificou-se em uma criança nascida da Miséria que todas as pessoas temem, separou-se de sua mãe e, desde então, percorre o mundo, trazendo sofrimento a todos. A Morte tão temida por todos, é naturalmente a melhor saída para um mundo em que novas possibilidades não param de nascer. Mas Tia Miséria decide viver, ingenuamente procurando pelo seu filho para, só então, deixarem este lugar que nunca os quis.


Gênero: Conto Popular
Duração: 50 min.



24/08 – domingo – 11h e 16h

Parque Bacacheri (Rua Paulo Nadolny – ao lado do módulo da Guarda Municipal – 3350-9630)

Espetáculo: Cadê Meu Nariz?
Cia. O que De que (SP)

Após vários atrasos um palhaço é demitido do circo e se vê obrigado a dormir em um banco de praça. Na manhã seguinte ele percebe que algo está faltando: o seu nariz vermelho. Uma menina aparece e diz ter visto quem roubou: um cachorro. Os dois decidem sair na busca pelo cão. E em seu caminho aparecerão personagens como um equilibrista, um policial e um adestrador de pulgas e com eles, a dupla reviverá quadros clássicos de circo.


Gênero: Comédia Circense
Duração: 50 min.



24/08 – domingo – 14h

Parque Bacacheri (Rua Paulo Nadolny – ao lado do módulo da Guarda Municipal – 3350-9630)


Espetáculo: A Pereira da Tia Miséria
Núcleo Ás de Paus (PR)

A Fome personificou-se em uma criança nascida da Miséria que todas as pessoas temem, separou-se de sua mãe e, desde então, percorre o mundo, trazendo sofrimento a todos. A Morte tão temida por todos, é naturalmente a melhor saída para um mundo em que novas possibilidades não param de nascer. Mas Tia Miséria decide viver, ingenuamente procurando pelo seu filho para, só então, deixarem este lugar que nunca os quis.


Gênero: Conto Popular
Duração: 50 min.



30/08 – sábado – 11h e 16h

Passeio Público (Av. Presidente Faria, s/ n° – ao lado do módulo da Polícia Militar  – 3350-9630)

Espetáculo: A Farsa do Boi ou o Desejo de Catirina
Cia. Serial Cômicos (PR)

Seu Gumercindo recebe ordens de sua autoritária esposa, Dona Madalena, para cuidar do Boi no dia do  aniversário do animal. Nego Chico, empregado da fazenda de Seu Gumercindo e apaixonado por Catirina, filha de seu patrão, decide realizar o desejo da amada em troca de ser seu namorado. Porém, o desejo põe a vida do Boi em jogo, pois Nego Chico faz um pacto com a Matinta Pereira para realizar o desejo da amada e se mete em uma grande confusão.


Gênero: Comédia 
Duração: 55 min.




31/08 – domingo – 11h e 16h

Parque Barigui (Av. Cândido Hartmann, s/ n°– área do antigo Parque Alvorada - 3350-9630)

Espetáculo: Conto de Todas as Cores
Teatro Girandolá (SP)

Após sofrerem uma grave crise de ideias, contadores de histórias decidem unir cores e inspirações para contarem uma história única: a história de Lili. Daí pra frente um mundo de cachorro pulguento, poeta velho, professora doida, vai sendo desenhado pela imaginação sem freios de Lili. A peça é uma homenagem à infância, à imaginação e a Mario Quintana.


Gênero: Infantil
Duração: 60 min.


Serviço
Teatro nos Parques 2014
Assessoria de imprensa em Curitiba
FERNANDO DE PROENÇA
fernandodproenca@gmail.com
55 41 99965292
55 41 34344891



Curadores:


Coordenação de divulgação:




Nenhum comentário:

Postar um comentário