seguir no FACEBOOK

sábado, 16 de abril de 2016

Roteiro mostra mais de 20 exposições para visitar em Curitiba em abril

O Museu Oscar Niemeyer (rua Marechal Hermes, 999, Centro Cívico) expõe, até 26 de junho, a mostra "Ohar InComun: Japão Revisitado", que traz o olhar de 21 artistas contemporâneos que possuem laços sanguíneos com o país asiático. A exposição pode ser visitada de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia-entrada). Mais informações pelo site www.museuoscarniemeyer.org.br






O Museu Paranaense (rua Kellers, 289, São Francisco) apresenta a exposição "Trajes Típicos Regionais Portugueses", que se propõe a rever tradições e referências de um dos grupos étnicos formadores da população paranaense. A mostra é organizada pelo grupo folclórico Alma Lusa, com o apoio da Sociedade Portuguesa 1º de Dezembro. A entrada é gratuita e a visita pode ser feita até 26 de junho, de terça a sexta-feira, das 9h às 18h, e aos sábados e domingos, das 10h às 16h. Mais informações pelo telefone (41) 3304-3300 e pelo site www.museuparanaense.pr.gov.br






A exposição "Percurso", em cartaz no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (Solar do Barão - Rua Carlos Cavalcanti, 533, centro), é um retrato do caminho percorrido por Valdir Francisco por meio de gravuras e objetos tridimensionais. Em suas obras, o artista constrói tramas simbólicas que combinam materiais e técnicas e se inspiram no universo da seda. A exposição, com entrada franca, fica em exibição até 31 de julho e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h. Mais informações pelo telefone (41) 3321-3367






O álbum "Bugreiro", de Elvo Benito Damo, em cartaz no Museu da Gravura Cidade de Curitiba (Solar do Barão - Rua Carlos Cavalcanti, 533, Centro), foi publicado em 1979 com Reynaldo Jardim. É composto de 18 xilogravuras assinadas e numeradas que estão no acervo do Museu da Gravura. O tema é voltado para o problema das minorias indígenas, com sentido duplamente social: filiar-se ao expressionismo latino-americano, colocando a obra de arte ao alcance do público, e defender a causa indígena. A exposição, com entrada franca, fica em exibição até 31 de julho e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e das 13h às 18h, e aos sábados, domingos e feriados, das 12h às 18h. Mais informações pelo telefone (41) 3321-3367

O Museu Oscar Niemeyer (MON) recebe a mostra "Nos pormenores um universo - Centenário de Vilanova Artigas", sobre o arquiteto curitibano João Batista Vilanova Artigas (1915-1985), que completaria 100 anos em 2015. A exposição no MON (Museu Oscar Niemeyer, 999, Centro Cívico), que ocupa duas salas do museu, traz projetos originais, desenhos artísticos do arquiteto e maquetes, além de obras dos artistas do modernismo aos concretos, principalmente aqueles que influenciaram a obra de Artigas. A mostra teve seu fim postergado e pode ser visitada até 31 de julho, de terça-feira a domingo, das 10h às 18h. Os ingressos custam R$ 12 (inteira) e R$ 6 (meia-entrada). Mais informações pelo site museuoscarniemeyer.org.br


O fotógrafo e artista visual gaúcho Milton Boeira expõe no Museu da Fotografia Cidade de Curitiba (Solar do Barão ? Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533 ? Centro), sua exposição individual "Metrópole". Resultado de mais de dez anos de experiência do artista com fotografia urbana, o trabalho reúne design gráfico, instalação, arte visual, conceitos artísticos e filosóficos. Em exposição até 8 de maio, a mostra gratuita pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 9 às 12h e das 14h às 18h, e aos sábados e domingos, das 12h às 18h. Mais informações pelo telefone (41) 3321-3367


A Caixa Cultural Curitiba (rua Conselheiro Laurindo, 280, centro) apresenta a exposição "Coisas existentes em função do desejo", do artista baiano Marcos Zacariades. A exposição é um conjunto de 12 obras, entre instalações, vídeos, esculturas e assemblagens. O resultado nasceu da observação do contexto da mineração na Chapada Diamantina, na Bahia, onde vive o artista - do cenário extrativista do garimpo de diamantes, do legado das minas exauridas em meados do século 20 e de minas que ainda se mantêm na região. Com entrada franca, a mostra fica em cartaz até 24 de abril e pode ser visitada de terça-feira a sábado, das 10h às 20h, e aos domingos, das 10h às 19h. Mais informações pelo telefone (41) 2118-5114


O ParkShoppingBarigüi (Rua Professor Pedro Viriato Parigot de Souza, 600, Mossunguê) apresenta a exposição "Guerreiros - Os Maiores da História", com um acervo que reúne curiosidade e detalhes dos cavaleiros medievais, dos samurais e dos grandes guerreiros de todos os tempos. A mostra é gratuita e reúne mais de 150 peças, entre originais e réplicas, como espadas, armaduras, escudos, roupas, capacetes, peças arqueológicas e representação de famosas batalhas. A mostra pode ser visitada até 24 de abril, durante o funcionamento do shopping. Mais informações pelo site www.parkshoppingbarigui.com.br


Uma imagem vale mais que mil palavras no projeto "Eu vejo assim", para transformar desenhos de sonhos e aventuras em fotografias a partir da percepção do universo infantil. O trabalho produzido por crianças em tratamento no Hospital Pequeno Príncipe pode ser conferido na exposição, até 29 de abril, na Galeria InterAtividade, no Pátio Batel (avenida do Batel, 1868, Batel). A exposição tem entrada franca e pode ser vista de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e aos domingos, das 14hs às 20h. Mais informações pelo site montenegroproducoes.com/eu-vejo-assim



A galeria Ybakatu (rua Francisco Rocha, 62, Batel) recebe a mostra "Desenhos e Objetos", exposição individual do artista carioca Daniel Murgel, inspirada nos "diálogos" entre cada objeto e sua versão em desenho, seguindo a lógica do projeto que antecede a construção. Com entrada franca, a exposição pode ser visitada até 29 de abril, de segunda a sexta, das 10h às 12h30 e das 13h30 às 17h. Mais informações pelo site www.ybakatu.com





A exposição "Compartilhando a Paz", em exposição no Centro Juvenil de Artes Plásticas (rua Mateus Leme, 56, São Francisco) reúne desenhos e pinturas produzidos para o Concurso Anual de Cartaz sobre a Paz do Lions Club International, feita por alunos. A exposição, com entrada franca, fica em exibição até 1º de maio e pode ser visitada de terça a sexta-feira, das 8h30 às 12h e das 13h30 às 18h. Mais informações pelo site www.cjap.seec.pr.gov.br





A cronologia das histórias em quadrinhos da cidade por meio de seus personagens está na exposição "Fabulosa Galeria de Personagens dos Quadrinhos de Curitiba", em cartaz no Museu da Gravura da Cidade de Curitiba (Solar do Barão - Rua Presidente Carlos Cavalcanti, 533, Centro). O conhecido "Curitibinha", do Marcos Vaz, é um dos 65 personagens em exposição. A mostra pode ser visitada até 1º de maio, de terça a sexta-feira, das 9h às 12h e 14h às 18h, e aos sábados e domingos, das 12h às 18h. A entrada é franca. Mais informações pelo telefone (41) 3321-3367







A Boiler Galeria (alameda Presidente Taunay, 314, Batel) apresenta as obras do artista curitibano Felipe Scandelari, que expõe a mostra "My Computer". Ele trabalha com pinturas realistas e tem sua carreira marcada por participação em mostras internacionais como a Bienal de Curitiba. Sua pintura em óleo sobre tela mostra recortes de fotografias de família, amigos, madonas e super-heróis, objetos de casa, pincéis e brinquedos. A mostra pode ser visitada até 5 de maio, de terça-feira a sábado, das 14h às 19h, com entrada franca. Mais informações pelo telefone (41) 3040-8016








Nenhum comentário:

Postar um comentário