seguir no FACEBOOK

sexta-feira, 6 de maio de 2016

Palhaço Pinduca morre em Salvador aos 100 anos







O artista Almir Rodolpho Almeida, 100 anos, intérprete do palhaço Pinduca, morreu na noite desta sexta-feira, 6, em Salvador. Pinduca estava internado no Hospital Irmã Dulce, localizado no Largo de Roma, há cerca de duas semanas e faleceu de causas naturais.
Ele, que completaria 101 anos no próximo dia 10, era o mais velho palhaço em atividade no mundo, segundo familiares, que queriam vê-lo reconhecido no Guiness Book, o livro dos recordes. O dono do título era o norte-americano Floyd "Creeky" Moore, que morreu em 27 de setembro de 2014, aos 98 anos.
O sepultamento será realizado neste sábado, 7, às 16h, na Ala 3 do Campo Santo, na Federação. Pinduca deixa sete filhos e netos.
Carreira
Nascido na capital baiana em 1915, Almir Rodolpho trabalhou em vários circos desde 1937, quando iniciou a carreira aos 22 anos. Passou pelo Arco Íris, Buranhém, Fekete, Stevanvich, Real, Xangai, Nerino e Raios de Sol. Ele atuou ao lado de nomes como Raul Seixas, Waldir Serrão (o Big Ben), Riachão, Rony Cócegas, dentre outros.

Nenhum comentário:

Postar um comentário