seguir no FACEBOOK

domingo, 15 de julho de 2012

Carnaval


Carnaval

Diablada / foto: Francesco Rizza
O Carnaval é uma das festas mais populares da América Latina. Como no Brasil, outros países latino-americanos realizam esta manifestação, porém, de diferentes maneiras. A proposta para envolver a população e dar as boas vindas aos congressistas é fazer uma festa temática pública com apresentação de grupos de carnaval dos países que participarão do III Cepial.
Grupos:
Ballet Folklorico Boliviano – O grupo inicia suas atividades com o objetivo de difundir e integrar a cultura boliviana através da dança, tentando conservar ao máximo, o típico das danças e das músicas dos diferentes departamentos bolivianos. Foi fundado em junho de 2006 e atualmente conta com bailarinos de diferentes nacionalidades, de todas as idades e com o apoio de todos os integrantes para a investigação e difusão do folclore. O Ballet apresentará diversos estilos de dança: Incas, Trópicos Bolivianos, Waka Tokoris, Suri Sicuris, Morenada, Auki Auki, Saya, Negrito, Caporales, Diablada, Phujlay, Tinkus, Quadra Chako, Quadra Tarija, Sapateado, Cueca, Bailecito, Huyana Cochabambino e Tobas.
Grupo Integración – O grupo curitibano surgiu há cerca de quatro anos, através de um projeto idealizado pelo coreógrafo peruano, Ernesto Prado Alarcon. Com a união de brasileiros, peruanos, bolivianos, chilenos, mexicanos e outros imigrantes convidados, o grupo vem crescendo a cada ensaio, chegando a aproximadamente 25 pessoas. O principal objetivo do Integración é difundir a diversos públicos as ricas manifestações folclóricas presentes no continente latino-americano. Em suas apresentações estão presentes estilos como o Caporales, Diablada, Cueca Cochabambina (danças bolivianas), Danza de la Isla de Páscua (dança chilena), Danza Gitana (dança Cigana), Chacarera Argentina (dança da Região do Chaco – Bolivia, Argentina e Paraguay).
Grupo Folklorico Alma Guarani – O grupo nasceu em 1990 com o objetivo de representar o Paraguai na Festa das Nações, organizada pela Pastoral do Migrante de São Paulo. Atualmente, conta com participantes paraguaios e seus descendentes, além de apaixonados pela cultura do país de qualquer nacionalidade. O Alma Guarani acredita que podem, por meio da dança, difundir a importância do Paraguai e contribuir para a construção de uma imagem positiva da Nação Paraguaia. 8 casais do grupo apresentarão danças típicas do folclore.
Quinchamalí – O grupo foi fundado em 1985, em São Paulo e apresentará a Cueca, estilo de dança e música da região central do Chile, também farão um resgate de ritmos da região central das décadas de 60 e 70. São 48 integrantes.
Caporales San Simon – O grupo foi fundado em 2007, em São Paulo e é composto por bolivianos e brasileiros. O maior objetivo do grupo é o de divulgar a cultura e o folclore da Bolívia para o povo. Eles apresentarão o estilo de dança Caporales.
Escola de Samba Acadêmicos da Realeza – Fundada em 1997, batizada por Neguinho da Beija-Flor, a escola de samba faz parte do grupo especial das escolas de samba de Curitiba, sendo oito vezes campeã do carnaval da cidade.
Participações especiais: Ballet Indígena da Arpin Sul, Marcha das Vadias de Curitiba e I Encontro Latino-Americano das Mulheres Catadoras de Recicláveis.
Local: Concentração na Praça Generoso Marques seguindo pela Rua Riachuelo e terminando na Praça 19 de Dezembro (Praça do Homem Nú).
Data: 15 de Julho
Horário: 13h às 17h

Nenhum comentário:

Postar um comentário