seguir no FACEBOOK

quarta-feira, 15 de junho de 2016

PROVOPAR Estadual 36 anos com Jerry Adriani


Sra.Fernanda Richa e Carlise Kwiatkowski





Um jantar dançante com o renomado cantor Jerry Adriani, na noite de quarta-feira (15), com a presença de mais de 600 convidados,  marcou a comemoração alusiva aos 36 anos de existência do Provopar Estadual, que ao longo dos anos com trabalho, luta, dedicação e amor ao próximo se transformou na maior entidade assistencial do Paraná. 

A trajetória vitoriosa teve início no ano de 1980, quando a então primeira-dama Nice Camargo Riesemberg Braga, esposa do governador Ney Braga, depois de atuar por muitos anos como colaboradora da LBA – Legião Brasileira de Assistência, decidiu fundar o Programa do Voluntariado Paranaense – Provopar, com o objetivo de desenvolver uma política de atendimento para todos os municípios do Estado, além de organizar os voluntários já existentes.

Nice Braga reuniu uma equipe de especialistas, composta por assistentes sociais e educadores, para a realização de encontros pelo Estado, para que os voluntários participassem de cursos de formação e qualificação durante dias seguidos. Foi um trabalho profundo e sólido, porque despertou nos voluntários o interesse em trabalhar pelo próximo, especialmente pelas famílias em vulnerabilidade social. 

Instituído pelo governo do Estado, com o intuito de treinar, mobilizar e apoiar os voluntários que atuariam em áreas sociais, o Provopar foi presidido inicialmente pela própria Nice Braga e contou com a participação e envolvimento das primeiras damas de vários municípios para que fosse organizado a nível municipal. Foi quando surgiram os primeiros programas de voluntários municipais. 

EMANCIPAÇÃO – O Provopar Estadual foi desvinculado do Estado e passou a atuar em parceria com a sociedade civil e órgãos governamentais no dia 17 de junho de 1983, sendo que em outubro do mesmo ano foi declarado de utilidade pública estadual. Tudo isto ocorreu durante a administração da primeira-dama Arlete Vilela Richa, esposa do então governador José Richa. 

Na ata de fundação do Provopar, consta como primeira diretoria: presidente – Arlete Vilela Richa, vice-coordenadora estadual – Maria Cristina Ferraz Campos, secretária – Antonieta Brito de Campos, tesoureira – Selma da Rocha Lima, assessoras – Anna Justa Groszewiicz e Regina Barros Correia Casilo. O Conselho Consultivo era formado por Ione de Paula Xavier, Nilda Matos Genner, Berenice Bley Bonfim, Ana Maria Ghignone, Helena Maranhão, Joseli Mara Rodrigues, Nara Scheila Dall´Oglio Fredrich, Thereza Elisabeth Betega Castro, Regina Maria de Menezes, Maria Amélia Itay Mum, Elair Santos Schwartz, Oilde Costa, Beatriz do Prado, Liliany Novais Cleto, Lenice Peretti Maranhão, Vera Aueiry, Amélia Mussi, Regina Cordoni, Tereza Faust, Terezinha Scalco, Vera Queiroz, Zorali Dalcanale, Ana Conceição Fidalgo, Silvia Alice Nascimento, Alcione Terezinha de Freitas e Márcio Appel (contador). 

SEGUNDA DIRETORIA – Responsável pela direção do Provopar, a segunda diretoria oficial atuou de 13 de agosto de 1985 a 06 de maio de 1986, tendo a frente a primeira-dama Arlete Vilela Richa, vice-presidente – Maria Cristinna Ferraz, diretoras administrativas- Anna Justa Groszewicz, Marta Menezes e Alcione Terezinha de Freitas, diretoras financeiras – Maria Merces Filizola Zimemann, Landi Terezinha Huber e Sueli Schacewhski, diretoras técnicas – Regina de Barros Correia Casilo, Rosana Ribeiro dos Santos, Maria Ariotti, Eliane Materias, Terezinha Pacheco e Eligeane Caiado de Morais, assessores de imprensa – Silvia Alice Nascimento e Sergio de Almeida. Conselho Consultivo – Ana Maia Ghignone, Berenice Bley Bonfim, Elair Santos Schwartz, Ione de Paula Xavier, Joseli Mara Boneto Rodrigues, Maria Amélia Haj Mussi, Nara Friedrich, Nilda Matos Germer, Oilde Rebelatta Costa, Regina Maria de Menezes Cordoni, Zorah Dalcanale, Leonor Pires Maranhão, Beatriz do Prado, Ana Conceição Campos Hidalgo, Carmem Lucia da Matta, Vera Lúcia Queiroz. 

Arlete Vilela Richa deixou a presidência do Provopar Estadual em maio de 1986, sendo substituída por Maria Christina Macedo Ferraz de Campos, esposa do vice-governador João Elísio Ferraz de Campos, que assumiu o Governo do Estado.
Fonte: Assessoria de Imprensa do Provopar



Nenhum comentário:

Postar um comentário