seguir no FACEBOOK

domingo, 28 de outubro de 2012

Circo Espalhafatos





Espetáculo aconteceu no Centro Cultural José Sobrinho

CULTURA CIRCENSE

Grupo vencedor de prêmio da Funarte se apresenta em Rondonópolis e região

Para mais de 400 crianças esta quarta-feira (24) foi de muitas gargalhas e olhos atentos nas apresentações do espetáculo Arco-Íris - Uma Alegoria Circense, realizadas pelo Circo Espalhafatos no Centro Cultural José Sobrinho. O grupo, de Curitiba, foi vencedor do prêmio Procultura de Estímulo ao Circo, Teatro e Dança da Fundação Nacional de Artes – Funarte, em 2010, e se apresenta em municípios da região até esta sexta-feira (26).
Além de Rondonópolis, os espetáculos já ocorreram em Cuiabá, Várzea Grande, Chapada dos Guimarães, Santo Antônio de Leverger, Primavera do Leste e Jaciara. Nesta quinta o grupo segue para Alto Araguaia e encerra a passagem pelo Estado na sexta-feira em Alto Garças.
Formado em 1996, o Circo Espalhafatos tem o objetivo de levar a arte circense para locais onde dificilmente há espetáculos. “Nossa base é de formadores de plateia e o prêmio da Funarte é um prêmio de difusão e formação de público”, explicou José Barbosa, porta-voz da trupe e intérprete do palhaço Pipoca. As crianças puderam se divertir e conhecer um pouco mais da arte com Pipoca, com o malabarista Lauro Monteiro, o mágico Delfus, o apresentador Fernando Saiez e o monociclista Marco Fernandes.
Com a conquista do prêmio, os artistas se apresentaram em três estados – Paraná, Mato Grosso do Sul e Mato Grosso -, no total de 12 cidades em cada um. “A premiação foi para vários grupos circenses e cada um ficou com 36 cidades, 12 em cada estado”, destacou José Barbosa. Além deste espetáculo, o grupo ainda produz mais cinco apresentações e levam a arte para escolas, empresas, festivais, aniversários de cidades, entre outros.
Prêmios Procultura
Lançado em outubro de 2010 pelo Ministério da Cultura, por meio da Secretaria de Fomento e Incentivo à Cultura e da Funarte, o Programa Procultura contempla, entre outras áreas, circo, dança, teatro, artes visuais e música.
Conforme informações da Funarte, serão aplicados ao todo R$ 300 milhões em oito fundos setoriais: Acesso e Diversidade; Ações Transversais e Equalização de Políticas Culturais; Artes Visuais; Circo, Dança e Teatro; Incentivo à Inovação Audiovisual; Livro, Leitura, Literatura e Língua Portuguesa; Música; Patrimônio e Memória. Os recursos são do Fundo Nacional da Cultura (FNC), constituído de verbas destinadas exclusivamente à execução de programas, projetos ou ações culturais.

Fonte: DAYANE POZZER- Redação/Ascom
Foto: MATUSALEM TEIXEIRA




Nenhum comentário:

Postar um comentário