seguir no FACEBOOK

quinta-feira, 7 de abril de 2011

DNA - SOMOS TODOS MUITO IGUAIS



EM APRESENTAÇÃO EM CURITIBA NO ÓPERA DE ARAME - VALE A PENA ASSISTIR

DNA - SOMOS TODOS MUITO IGUAIS

Após bem sucedida temporada no Rio de Janeiro, chega ao Festival de Teatro de Curitiba a mais nova montagem do Circo Roda: DNA – somos todos muito iguais. Em 2010, lotou e fez sessões extras na Ópera de Arame com a montagem anterior Oceano.

Essa nova montagem tem uma temática intrigante e cheia de vitalidade, que aborda grandes questões da humanidade, como os mistérios de nossa origem e nossos destinos. A linguagem contemporânea do espetáculo está em sintonia com números circenses inovadores e tecnologia de ponta, como projeções com recurso de light grafitti, onde imagens de vídeo interagem ao vivo com o público e com as cenas.

O espetáculo narra por meio de acrobacias, malabarismos, saltos e voos a aventura de Inadequado, um homem desajustado e perdido no tempo, cuja vida vira de ponta-cabeça quando tenta ajudar uma Anja que despencou do céu. Com auxílio de uma cientista, o Homem Original, meio homem meio macaco, eles lutam contra o tempo, o que faz o Inadequado inverter o curso de sua vida, ao invés de envelhecer, rejuvenesce a cada cena.

A partir da imagem de estruturas genéticas, foram criados equipamentos circenses inéditos, elementos visuais e cenográficos, efeitos especiais e que vão trabalhar temas como clonagem, ancestralidade, cura de males, mutação e formas de vida não imaginadas.

Projeções em vídeo em vários telões também fazem parte da montagem e criam figuras hiperbólicas que interagem com as estruturas genéticas e com os acrobatas, palhaços e outros personagens criados para essa aventura mágica. Os espectadores ficarão impressionados também com os números de vôos pelo palco, quedas de grandes alturas e outras cenas de impacto.

O humor chega ao público de maneira inovadora e interativa. A manipulação de objetos e bonecos gigantes compõe o estilo das encenações do Circo Roda e a música contemporânea brasileira conduz o espectador através de uma narrativa de emoções e surpresas. Com trilha sonora composta por Paulo Soveral, em clima contemporâneo que mistura o DNA da música brasileira com a influência do rock, do drum base e da world music.

“DNA é um espetáculo inovador, que busca mostrar a força e o talento do circo brasileiro contemporâneo em uma produção impactante, com 19 artistas em cena e mais 9 técnicos, grandes elementos cenográficos, música, iluminação e efeitos especiais de alta qualidade para trazer ao público o que de melhor se produz internacionalmente em termos de entretenimento familiar”, explica Hugo Possolo, diretor artístico do espetáculo.


DNA
Ficha Técnica

Roteiro e Direção: Hugo Possolo
Direção Musical e Trilha Sonora Original: Paulo Soveral
Coreografia: Cinthia Beranec
Técnicas Circenses: Angel Andricain
Figurinos: Telumi Hellen
Projeções: Murilo Hauser
Cenografia: Luís Frúgoli
Iluminação: Caetano Vilela
Desenho de Bonecos e Objetos de Cena: Werner Schulz
Maquiagem: Adriana Chung
Assistente de Direção: Alessandra Brantes

Elenco:
Ana Coll
Diego Vieira
Felipe Olivieira
Fernanda Rodrigues
Gabriela Fechter
Gianfranco de Sanzo
Jonatan Karp
Jassy Brischi
Jefferson Silva
Laís Camila
Leo Garcia
Miguel Angelo
Paulo Maeda
Rodrigo Mangal
Ronaldo Aguiar
Yuliya Suslova
Zizza Robinson
Celso José

Percussionista:
Beto Montag
Fernando Tomaz

Equipe Técnica de Palco: Celso José, Carlos Tiburcio, Vini Crestani, Julio César Black, Caco Scarlatelli,Tatiane Sélio.

http://www.circorodabrasil.com.br/dna.htm

Nenhum comentário:

Postar um comentário