seguir no FACEBOOK

terça-feira, 18 de março de 2014

“Devastidão” retorna no Festival de Teatro de Curitiba

(Imagem: Divulgação)

O espetáculo “Devastidão”, texto de Andrew Knoll, direção de David Mafra e supervisão de Roberto Alvim, retorna em cartaz neste Festival de Teatro de Curitiba, após bem-sucedida estreia na Mostra SESI/Teatro Guaíra 2013.
“Devastidão” é resultado do processo de trabalho realizado no ano passado no Núcleo de Dramaturgia e Encenação do SESI Curitiba e que contou com estudos e oficinas ministrados por Alvim (encenação) e Juliana Galdino (interpretação), ambos da Cia. Club Noir de São Paulo. A estreia do espetáculo aconteceu em dezembro na Mostra SESI/Teatro Guaíra, marca a primeira montagem teatral do texto inédito de Knoll, produzido em 2010 na Oficina de Dramaturgia do SESI e que até então só havia recebido uma leitura dramática na edição do Festival de Teatro de Curitiba de 2011.
A peça foi destaque na Mostra 2013. Luciana Romagnolli, que ministrou uma oficina de crítica dentro da mostra, disse à Gazeta do Povo que “Devastidão, consegue criar uma cena própria, usando elementos do sistema cênico do Alvim sem se prender a eles. O resultado visual é forte”. Já a crítica feita por Soraya Belusi ressalta “Um desenho meticuloso de luz e sombra que ambiciona fazer ver o invísivel, instaurar tempos e espaços que não se conformam ao presente, criar presenças e mundos cohabitados pelo humano e seus vultos e estados d'alma”.
 O espetáculo busca tirar o espectador do lugar comum, proporcionando/provocando as sensações mais puras de sua essência subjetiva, desconstrói a narrativa aristotélica trazendo densidade e lirismo à plateia. Com delicadeza e sensibilidade já marcadas em outros trabalhos do diretor, a encenação explora a profundidade do texto com muita emoção, utilizando-se também da música que tem execução ao vivo pelo músico/violonista Sergio Penna Laskowski, além das atuações das atrizes Joseane Martinez e Marcilene Moraes. O jogo de vozes, canto, movimentação, elementos cenográficos - que aqui criam mais uma ambiência, juntamente com a iluminação parca, compõem esse espaço/tempo ao qual se pretende transportar o espectador objetivando que este seja capaz de experienciar a potência da alteridade.
 ”Devastidão” é o primeiro projeto da recém-fundada Crisálida Cia de Arte, que já nasce com o intuito de produzir trabalhos de qualidade artística, pesquisando linguagens contemporâneas, agregando artistas e pensando o hibridismo das artes, e tem à sua frente a atriz e produtora Marcilene Moraes.
As apresentações do espetáculo no Fringe são uma excelente oportunidade para quem quer conferir o trabalho e para aqueles tantos que perderam a apresentação única durante a Mostra do SESI no ano passado.
Serviço:
Espetáculo: Devastidão, de Andrew Know, direção de David Mafra e supervisão de Roberto Alvim. Mostra Fringe de Teatro – Festival de Teatro de Curitiba. Apresentações: dia 04/04, sexta, às 22h; dia 05/04, sábado, às 16h e dia 06/04, domingo, às 20h. Local: Teatro SESI Portão. Ingressos: 20 reais. Elenco: Joseane Martinez e Marcilene Moraes. Participação do Violonista Sergio Penna Laskowski.
Sinopse:
Em  “Devastidão” vemos a vida de uma personagem se estilhaçar por conta de acontecimentos na infância e seus reflexos na vida adulta. Esta situação a persegue, levando-a as últimas consequências de uma existência atormentada. Drama revelado de maneira subjetiva, fragmentada e crua, é colocado com toda intensidade na encenação, trazendo densidade e lirismo à plateia. Destaque na Mostra SESI-Teatro Guaíra 2013 é a primeira montagem do texto inédito do autor Andrew Knoll.
Equipe técnica:
Texto: Andrew Knoll
Direção: David Mafra
Elenco: Joseane Martinez, Marcilene Moraes e Sergio Penna Laskowski.
Trilha Sonora Original: Sergio Penna Laskowski
Cenário: Eloir Alberti Jr.
Escultura cenográfica: Manu Daher
Figurino: Karla Lara
Maquiagem: Lilian Alcantara
Iluminação: David Mafra
Arte gráfica: Sergio Penna Laskowski
Direção de Produção: Marcilene Moraes
Apoio: THZ Studio (Estúdio THZ Curitiba) , SESI Cultural, Teatro SESI Portão.

Realização: Crisálida Cia. de Teatro

Nenhum comentário:

Postar um comentário